portfólio, aperiódico e laboratório de experimentação gráfica.
portfólio, aperiódico e laboratório de experimentação gráfica.

Love Letter to Plywood – Tom Sachs

Category : comum
Date : março 29, 2017

Tom Sachs é um artista que explora questões relacionadas à produção, o consumo e a circulação de mercadorias na cultura contemporânea por meio do humor, da sátira e da bricolagem —uma prática vinculada à ideia de “faça você mesmo”, lançando mão não apenas de materiais mas também de habilidades que estejam imediatamente ao alcance do criador, sem contar com a interferência de profissionais especializados.

O resultado pode ser observado em obras como Nutsy’s McDonald’s —que esteve no Brasil em 2011 participando da mostra Em Nome dos Artistas na Bienal de São Paulo—, Barcelona Pavilion, ou, parodiando sua própria produção, em Crying Hello Kitty: uma fonte cujos jatos d’água partem dos olhos de uma Hello Kitty gigantesca. A gata icônica pode ter sido esculpida em bronze (e tingida com tinta automotiva), mas Sachs fez questão de preservar uma estética amadorística de escultura em papel machê inacabada —o que inevitavelmente remete aos trabalhos em aço de Jeff Koons que se assemelham às populares esculturas de animais em bexigas das festas infantis.

Por conta dessa similaridade, Sachs já foi alvo de críticas, acusado de estar apenas tentando embarcar no bonde de figuras como o próprio Koons e Takashi Murakami.

Independentemente das críticas, é inegável que o humor excêntrico de Tom Sachs deu origem a produções primorosas em vídeo, como é o caso de Love Letter to Plywood (tradução: Carta de Amor ao Compensado), que você pode conferir ao lado. O artista, que possui raízes na arquitetura e na produção de mobiliário, faz um discurso aficionado ao apresentar, com riqueza de detalhes, as particularidades físicas e de manuseio desse material resistente, versátil, de alta qualidade e beleza.

O EXG, como outro apaixonado pelo compensado, não poderia descrever melhor sua relação de amor com o material.

Assista ao vídeo e descubra por que o compensado foi eleito o insumo fundamental da produção do EXG.

 

facebookpinterestflickrinstagram
@